Skip to main content

Como a Inteligência Artificial é usada para o combate de cibercrimes

Artigo Como a Inteligência Artificial é usada para o combate de cibercrimes

 

Com o passar dos anos, a Inteligência Artificial (IA) começou a ganhar uma popularidade significativa. Chegou ao ponto de se tornar um conceito que é utilizado em muitas áreas. Um dos temas que deve ser de interesse para gestores é saber se a IA é usada para combate de cibercriminosos, o que auxilia na segurança da informação.

Essa mesma tecnologia pode ser usada tanto para a sofisticação de cibercrimes quanto para o combate. Porém, é inegável que ela deve ser utilizada pelas empresas que desejam se manter competitivas e evitar ataques cibernéticos. Entenda mais sobre o assunto com esta leitura!

Como está o cenário atual de combate a cibercrimes?

Primeiro, é interessante que você tenha uma visão geral quanto ao combate aos cibercrimes, seja utilizando IAs ou não.

Resumidamente, a quantidade de ataques cibernéticos vem crescendo nos últimos anos. De janeiro a junho de 2022, o Brasil sofreu mais de 30 bilhões de tentativas de ciberataques, um aumento cerca de 94% maior que no mesmo período do ano anterior.

Diante desse crescimento acelerado de cibercrimes, a expectativa para o futuro é de que o custo anual de crimes cibernéticos cresça 40% em 2023, alcançando R$ 43 trilhões.

Para minimizar os prejuízos desses ataques, as empresas de todos os ramos e portes estão investindo cada vez mais em ferramentas e procedimentos de cibersegurança.

Isso pode ser comprovado com o fato de que 80% das empresas brasileiras pretendem aumentar o investimento em cibersegurança nos próximos anos. Esses mesmos dados mostram que 36% das empresas buscam um crescimento entre 6% e 10%, enquanto 33% pretendem investir 15% ou mais.

Como a IA pode ser usada para o combate de cibercrimes?

Cada vez mais empresas estão implementando a IA na luta contra cibercrimes. Por exemplo, estudos apontam que 94% de instituições bancárias e financeiras usarão essa tecnologia para combater crimes virtuais.

Essa grande adesão a IA ocorre pelas amplas utilidades que essa tecnologia proporciona para empresas. Basicamente, muitos cibercrimes não são processados ou sequer identificados.

Isso acontece pelo fato de ser difícil identificar ataques manualmente. Quando você usa IAs, você passa a ter uma identificação aprimorada de ameaças, investigação de alertas e correção de vulnerabilidades. Seus procedimentos de segurança se tornarão mais rápidos, eficazes e certeiros. Entenda melhor como essa tecnologia pode auxiliá-lo diante de diferentes ataques:

  • Evasão: os cibercriminosos usam vários métodos de evasão para evitar a detecção pelo seu sistema. IA amplia sua forma de detecção e até mesmo antecipar possíveis invasões;
  • Phishing: a IA pode analisar conteúdos e encontrar ameaçar, como e-mails que tentam simular empresas legítimas;
  • Engenharia Social: 80% dos crimes cibernéticos são desse tipo, mas um comportamento estranho pode ser identificado pela IA, impedindo que um suspeito cause danos ao negócio.

Lembre que a IA não apenas aumentará a eficiência da sua cibersegurança, mas também dos ataques de criminosos. Por isso, é fundamental ficar à frente dos fraudadores e implementar soluções robustas e eficazes de IA. Além disso, elas devem estar alinhadas com as necessidades, riscos e objetivos da sua empresa.

Quais são as vantagens de usar IA na cibersegurança?

São vários os benefícios proporcionados ao aplicar a IA na cibersegurança do seu negócio. Eles impactam desde suas finanças até a satisfação dos clientes. Entenda a seguir:

Economia dos custos

De forma geral, a tecnologia aumenta eficiência e produtividade de todo o negócio. Isso é potencializado ao máximo com a IA, que pode automatizar ainda mais tarefas. Na prática, ela pode ser usada para antecipar ameaças, analisar comportamentos e muito mais.

Minimização dos erros

Graças ao alto poder de processamento dos computadores atuais, hoje é possível aplicar IA em várias atividades com uma quantidade mínima de erros. Além disso, a redução geral da complexidade associada nos códigos e abordagens orientadas a dados ajudam a tornar os algoritmos de IA mais confiáveis.

Aprendizado contínuo

Uma das áreas da IA é o Machine Learning (ML ou Aprendizado de máquina). Essa abordagem consiste no aprimoramento contínuo e automático da própria tecnologia conforme ela analisa mais dados. Com isso, sua cibersegurança se torna cada vez mais avançada com o passar do tempo, podendo identificar e impedir novas ameaças autonomamente, ou seja, sem a necessidade de intervenção humana para criar novas regras.

Melhor experiência do usuário

Em última análise, todas as melhorias mencionadas contribuem para uma melhor experiência para clientes ou usuários. Eles poderão fornecer dados e utilizar a plataforma sem medo de ter seus dados vazados por criminosos ou que eles sejam utilizados para uma finalidade que não foi informada.

Isso leva a uma maior satisfação do usuário, o que se descubra em outros benefícios, como maior retenção dos clientes, melhor imagem da empresa no mercado, recomendação do negócio para outros consumidores. Essa vantagem também alcança investidores e parceiros comerciais, que terão mais confiança em negociar com sua empresa.

Quais são os principais desafios da utilização da IA?

Entretanto, há certos desafios que qualquer gestor encontrará ao tentar utilizar a IA na sua rotina. A seguir você poderá conhecê-los e entender como superá-los.

Dados desorganizados

Muitas empresas não têm os dados que precisam ser analisados de forma organizada. Entretanto, a IA precisa ter informações organizadas para realizar suas funções. Caso os dados sejam lidos errados, serão criados padrões errôneos.

Nesse caso, você deve contar com uma empresa parceira que forneça os serviços adequados para que os seus dados sejam devidamente organizados.

Com o avanço dos ataques virtuais, cada vez mais veremos a IA usada para o combate de cibercrimes. Informe-se ainda mais sobre esse cenário baixando nosso infográfico de Impacto de Cibercrimes no Brasil em 2022!

Quer receber os melhores artigos direto no seu e-mail? Então assine a nossa newsletter!