Skip to main content

Em dia com a LGPD: Saiba como usar a Gestão de Identidade e Acesso

By 30 de setembro de 2021dezembro 8th, 2021LGPD

Por muito tempo debatida, hoje tornou-se uma realidade. A LGPD já se faz presente no Brasil e os seus efeitos podem ser observados por todas as empresas que veem na internet uma ferramenta impulsionadora de negócios.

Ações como a implantação de um sistema de Gestão de Identidades e Acessos (IAM) podem, sim, ser um grande diferencial para a manutenção da segurança dos dados. Muitas empresas já o fazem.

Neste post, você entenderá como e o por quê a boa gestão dos acessos contribui para manter a excelência no gerenciamento de dados e ser uma grande aliada no acompanhamento da LGPD.

Gestão de Identidades e Acessos e a LGPD

Por conta de seus rigorosos protocolos de segurança, a adoção de uma boa solução de Gestão de Identidades e Acessos (IAM) pode ser um diferencial para empresas que querem se adequar à Lei Geral de Proteção de Dados.

A LGPD exige diversas ações das organizações para que elas fiquem em conformidade e garantam a segurança dos dados coletados e tratados.

Conforme o art. 46 da Lei Geral de Proteção de Dados, é determinado que: “Os agentes de tratamento devem adotar medidas de segurança, técnicas e administrativas aptas a proteger os dados pessoais de acessos não autorizados […]”.

Você pode se perguntar: “Para atender este requisito da lei é fundamental ter uma solução de Gestão de Identidades e Acessos?”

Pode não ser uma exigência, mas a sua implantação fará toda a diferença para a segurança de seus dados. Entenda o que diz a LGPD e como a gestão de acessos se adequa pode ajudar você.

O que diz a LGPD

A chegada da LGPD trouxe para o cenário digital brasileiro uma série de regras que há muito tempo eram aguardadas. Afinal, a internet ainda é uma tecnologia razoavelmente jovem em termos de maturidade.

Embora ainda existam várias políticas sendo debatidas, o momento atual é o de maior controle e regramento sobre os dados dos usuários.

A LGPD busca, basicamente, trazer segurança às informações mais sensíveis dos usuários. Em resumo, pode-se dizer que os 3 pontos abaixo formam um tripé de manutenção da lei:

Transparência: a LGPD exige que toda empresa detentora de informações de colaboradores, clientes e(ou) usuários deve detalhar absolutamente tudo o que será feito com as informações que estão sob seu domínio.

Inviolabilidade: é dever da empresa zelar pelas informações por ela armazenadas. Qualquer dado vazado por negligência da companhia deverá acarretar em punição nos termos da lei.

Responsabilização: a partir do momento em que a empresa assume a responsabilidade pelos dados de terceiros, ela tem em sua posse uma espécie de “bem digital”, que não pode ser divulgado, vendido e(ou) utilizado para qualquer outra finalidade se não a acordada de forma prévia.

Fiscalização das normas

A aplicação de multas referentes à LGPD já é uma realidade no Brasil. Embora tenha sido promulgada em 2018, a lei entrou em vigor na sua quase totalidade em setembro de 2020. Contudo, as multas começaram a ser aplicadas oficialmente em 3 de agosto de 2021.

As punições variam muito: desde uma advertência até uma multa que pode chegar a R$50 milhões! Pois é, se você achava que não precisava levar a sério as exigências da LGPD, então confira a listagem das penalidades:

– Advertência;

– Publicidade da infração, que funciona como uma maneira de alertar a sociedade de que determinada empresa desrespeitou as regras;

– Multa simples de até 2% do faturamento da empresa e que pode chegar a, no máximo, R$ 50 milhões por infração;

– Multa diária;

– Bloqueio dos dados pessoais referentes à infração;

– Eliminação dos dados pessoais referentes à infração;

– Suspensão do exercício da atividade de tratamento dos dados pessoais referentes à infração pelo período máximo de 6 meses, que pode ser estendido por outros 6 meses;

– Proibição parcial ou total do exercício de atividades relacionadas ao tratamento de dados.

É assustador pensar que a sua empresa pode entrar na lista de companhias punidas por desrespeitaram as regras da LGPD, não é verdade?

A adoção de medidas como a solução de Gestão de Identidades e Acessos (IAM) é importante porque cria uma espécie de“ barreira digital” que atua na proteção das informações que estão sob poder de uma empresa.

Abaixo você entenderá como essa medida pode beneficiar o seu negócio.

Adotando uma solução de Gestão de Identidades e Acessos

Com a utilização de um serviço de Gestão de Identidades e Acessos (IAM), a sua empresa consegue administrar de forma plena e segura as informações referentes aos usuários de sua(s) plataforma(s).

Esses serviços operam como uma camada protetora, que oferece a segurança que um negócio precisa para blindar os dados de seus usuários.

E por que uma ferramenta de gestão IAM pode garantir essa segurança? Conheça os benefícios deste tipo de solução:

Automatização: a automatização de fluxos de gestão de identidade garante o acesso rápido, prático e criptografado a inúmeros serviços com o nível de segurança necessário.

Níveis operacionais: essa função torna possível gerenciar tudo o que os usuários acessam, como e quando. Isso garante o controle total sobre as plataformas supervisionadas.

Regras de operação: a definição de regras para o acesso, como horário e número de plataformas permitidas, garante a compreensão de como as plataformas estão sendo utilizadas e também apresenta indicadores dos acessos.

Essas práticas mostram que, de fato, todas as empresas precisam de soluções que as deixem no controle da informação. Isso permitirá a manutenção das boas práticas de gestão e o devido respeito às regras da LGPD.

Em dia com a legislação usando o HORACIUS IAM

Estar em dia com os requisitos de segurança cibernética é imprescindível. Isso porque, na era da transformação digital, o número de violações em sistemas torna-se cada vez mais assombroso.

A devida administração dos dados é importante não somente para a conformidade de uma lei ou outra, mas, sim, para manter a segurança das mais preciosas informações a respeito de colaboradores e clientes.

A falta de cuidados com os dados pode ser catastrófica para qualquer empresa. Isso porque pode impactar na imagem da companhia perante à sociedade ou, então, gerar outros prejuízos que poderão surgir se a empresa não priorizar a gestão de identidade e acesso.

Dessa forma, investir em uma solução completa de gestão de acessos e controle de identidade, como o HORACIUS IAM, é fundamental para blindar sua empresa de possíveis incidentes cibernéticos. A plataforma garante uma série de recursos estratégicos, tais como:

● Solução integrada para Gestão de Identidade, Governança, Provisionamento e Single Sign-on;
● Suporte a autenticação de aplicativos mobile, nuvem e controle de acesso de clientes e consumidores;
● Um sistema leve sem necessidade de altos investimentos em infraestrutura com implantação em nuvem ou on-premises;
● Fluxos de validação sobre segregação de funções já integrado dinamicamente;
● Possui seus próprios eventos e regras para processamento e detecção de incidentes e integração com ferramentas de SIEM quando necessário.
● Dispõe de workflows testados, aprovados e de acordo com os padrões regulatórios de auditoria em uma interface web. Os workflows ainda podem ser customizados, sem necessidade de programação.

Com o HORACIUS IAM, você também tem a certeza de que todos os processos estão em conformidade com a ISO 27001.

Tudo isso com a qualidade reconhecida da E-TRUST. Com escritórios em São Porto Alegre e Miami, os nossos serviços e sistemas protegem mais de US$ 60 bilhões de faturamento anual de seus clientes.

O conteúdo foi importante para você? Então, continue acompanhando o blog da E-TRUST para ficar por dentro do que há de mais importante em termos de tecnologia para segurança digital.