(11) 5521-2021 [email protected]

Segurança na Internet das Coisas: vulnerabilidades podem viabilizar ataques criminosos para controlar dispositivos.

Você já deve ter ouvido sobre as preocupações em segurança na Internet das Coisas (IoT), certo?

Mesmo com uma presença sutil na realidade dos brasileiros e de nossas empresas, o conceito vem ganhando forças e se popularizando.

O que é a Internet das Coisas?

Internet das Coisas (IoT) são objetos utilizados no dia a dia que são conectados em rede, sendo controlados à distância por dispositivos, como computadores ou smartphones.

Ou seja, por meio de sensores inteligentes e softwares que transmitem dados para uma rede, qualquer objeto pode se comunicar entre si e com seus usuários.

Esta tecnologia permite que, cada vez mais, o ambiente digital e o mundo físico se interliguem!

Aplicação da Internet das Coisas 

Em nosso dia a dia, a aplicação dessa tecnologia já vem sendo feita. Por exemplo, com eletroeletrônicos, como smart TVs que se conectam à internet e respondem a comandos.

Além disso, a Internet das Coisas também já vem se automatizando e controlando todas as funcionalidades de uma casa, por exemplo. A chamada automação residencial!

Já é possível encontrar geladeiras que nos dizem o que está faltando e podem realizar compras. Tênis que possuem conexão GPS. Luzes que se acedem por programação. Entre outras funções incríveis e antes inimagináveis.

Internet das Coisas nos negócios

Para o meio empresarial, as expectativas também são grandes. Uma pesquisa da Unidade de Inteligência Economista (EIU) apontou que 96% dos líderes globais esperam que seus negócios utilizem a Internet das Coisas.

Afinal, uma das vantagens dessa tecnologia é a coleta de dados mais completos sobre a experiência dos usuários.

Mas, afinal, essa nova Internet é segura?

Segurança na Internet das Coisas 

Apesar da praticidade e das diversas vantagens trazidas pela Internet das Coisas, essa tecnologia também pode representar uma ameaça à segurança do usuário e grandes empresas.

Ao inserir inteligência em um objeto, como garantir que suas informações estarão seguras, já que o aparelho pode ser espionado em tempo real?

Invasão hacker por uma boneca

Um exemplo bastante famoso e claro dessa insegurança aconteceu em fevereiro deste ano.

Uma boneca, aparentemente inocente, conversava com crianças utilizando a voz dos pais e estes podiam observá-las pelos olhos do brinquedo.

Porém, autoridades alemãs alertaram para uma invasão hacker no brinquedo, em que os dados armazenados podiam ser usados para espionagem.

Entre os principais riscos da segurança na Internet das Coisas, estão:

  • Vulnerabilidade: Falhas nos dispositivos podem viabilizar o ataque hacker para controle desses equipamentos e sequestro de dados (ataque ransomware);
  • Privacidade: Quem terá acesso aos dados armazenados em seus dispositivos? Sua privacidade pode estar totalmente comprometida;
  • Infraestrutura: Cada vez mais os dados e informações são armazenados em nuvem. Entretanto, a segurança nesta modalidade pode ser facilmente comprometida.

Como garantir a segurança na Internet das Coisas

Com mais e mais empresas com o desejo de atualizar seus negócios à tecnologia, líderes e gestores precisam estar atentos à segurança na Internet das Coisas.

A E-TRUST, especializada em Segurança da Informação, possui diversas soluções e serviços para proteger seus dados mesmo em uma inovadora tecnologia como essa.

Primeiro, identificamos as falhas e as ameaças dos dispositivos com automação e análise que permitem decisões assertivas.

Quando há a identificação, agimos de maneira conjunta, entre processos, tecnologia e pessoas.

Neste processo, incluímos uma Gestão de Identidade e Acessos, para identificar os níveis permitidos de acesso em seus dispositivos, bem como permissões e acessos indevidos.

Conheça mais sobre a solução aqui em nosso site.

Somente assim é possível garantir a segurança na Internet das Coisas e proteger seus dados e sua privacidade. Por isso, conte com uma empresa especializada em segurança como a E-TRUST!

Compartilhe: