(11) 5521-2021 [email protected]
O que é Cloud Computing?

O que é Cloud Computing?

Cloud Computing: a revolução em gerenciar e armazenar dados de sua organização

O Cloud Computing, também chamado de computação em nuvem, transformou a maneira como as empresas usam a tecnologia atualmente.

O conceito de Cloud Computing

Cloud Computing é o armazenamento e gerenciamento de dados e informações em nuvem. Trata-se de um serviço que não utiliza de uma infraestrutura própria para estas funções.

Oferecidos sob demanda, você pode acessar, executar e gerenciar qualquer tipo de documento pela internet, em qualquer lugar do mundo!

Foi no final da década de 90 que este conceito começou a surgir e ganhou forças. O investimento mundial com a computação em nuvem só cresce, assim como sua utilização.

Cada vez mais empresas fazem e farão uso deste recurso, que entrega agilidade e poder computacional.

Como funciona o Cloud Computing?

Hoje em dia, praticamente tudo o que você e sua empresa consomem na internet provém de serviços em nuvem.

Ou seja, seus dados e informações ficam preservados em nuvens, ou servidores de qualquer lugar do mundo, como aqui no Brasil ou até mesmo no Japão.

E seu acesso é feito exclusivamente pela internet, mesmo que armazenado a milhares de quilômetros de distância.

Entretanto, estar na nuvem significa muito mais! É transformar algo que ficaria restrito a um servidor ou espaço físico e, com um serviço em nuvem, permitir ações de diversas pessoas ao mesmo tempo, em tempo real e de maneira colaborativa.

Quais as vantagens do Cloud Computing para minha empresa?

Para as organizações, a redução de custos em infraestrutura é a principal vantagem para a migração para a nuvem. Mas, além deste excelente benefício, é possível listar:

  • Acesso: Todos os dados e informações podem ser acessados de qualquer lugar com a utilização da internet. Sua empresa estará sempre conectada,
  • Monitoramento: Com a possibilidade de armazenar e gerenciar arquivos de qualquer lugar, saber o que está acontecendo em diversas áreas de sua empresa também ficou mais fácil;
  • Backup: Este tipo de serviço também é ideal para o backup de documentos importantes e vitais para a organização,
  • Custos: Esqueça serviços com infraestrutura e manutenção, com a computação em nuvem você paga somente aquilo do “processamento” que utilizar, sem despesas com grandes equipamentos e locais de armazenamento.

Segurança na migração para Cloud Computing

A pergunta que não quer falar é: vale a pena migrar para a computação em nuvem? Esta resposta envolve uma série de outras questões, principalmente com a segurança de seus dados.

Neste caso, é preciso colocar na balança as vantagens e como se assegurar em plataformas como essa.

Como toda nova tecnologia, é preciso estar preparado para obter o máximo de segurança em migrações para a nuvem.

Afinal, o serviço disponibilizado neste formato costuma não se responsabilizar por invasões e outras questões de segurança.

Para entender melhor, acesse nosso outro post aqui sobre Gestão de Identidade e migração para o Cloud Computing!

Compartilhe:

Identity Management: 7 Benefícios Contra Invasões De Hackers

Identity Management: 7 Benefícios Contra Invasões De Hackers

O sistema de Identity Management da E-TRUST é a melhor solução na busca por segurança de dados de sua empresa

Atualmente, as práticas básicas de segurança já não são tão eficientes quanto um sistema de Identity Management.

Com a evolução da tecnologia, são cada vez maiores os riscos internos e externos de dados e informações de uma organização e sistema.

Como garantir:

  • O que deve ser acessado com níveis corretos?
  • Logins adequados?
  • Boas práticas de utilização dos sistemas?
  • Backups?
  • E proteção contra hackers?

Todos esses detalhes podem ser preservados por um Identity Management como a plataforma HORACIUS da E-TRUST.

Benefícios contra invasões de hackers

O HORACIUS é uma solução integrada para Identity Management, Governança, Provisionamento e Single Sign-On.

Com ela e nossa gestão de vulnerabilidade, é possível encontrar diversas vantagens contra a invasão de hackers. Confira:

1) Centralização (Single Sign-On)

O HORACIUS permite centralizar os direitos de acesso em um único local, fazendo com que empresa tenha controle sobre o ciclo de vida dos direitos nos sistemas.

2) Automatização

Nossos serviços realizam a análise de vulnerabilidades de maneira automatizada, abrangendo todos os sistemas críticos.

Bem como a automatização de acessos e governança, realizando a concessão, revisão e revogação de direitos.

Assim, temos total controle de acessos adequados e seus níveis, evitando o ataque de hackers.

3) Segregação de funções

Por meio da plataforma, todos os direitos de acesso são monitorados em tempo real, minimizando situações de risco para a empresa.

Por exemplo: um colaborador pode ter autorização para incluir um novo fornecedor, mas não deve ter acesso para autorizar pagamentos.

4) Testes de intrusão 

Nossa verificação também inclui os testes de intrusão internos e externos para avaliar a capacidade de resiliência dos sistemas da organização.

5) Apoio e monitoramento

Após a verificação de falhas de acesso, discos, hardware, rede ou de sistemas, a E-TRUST oferece todo o apoio para o atendimento de incidentes e monitoramento 24 horas.

6) Agilidade

Com incidentes detectados em nossas plataformas, um ticket é gerado automaticamente.

O registro de todas as atividades executadas para resolução do incidente pode ser acompanhado em tempo real.

7) Redução de falhas com auditorias

O HORACIUS oferece auditorias que são feitas de maneira automatizada.

Com isso, reduzimos falhas operacionais e constatamos tudo com relatórios e registros pré-definidos.

Identity Management da E-TRUST a defesa contra hackers

Para o controle dos direitos de acesso a seus sistemas críticos e proteger dados vitais de ataques hacker, contar com a E-TRUST é essencial.

Isso porque, somos especialistas em Identity Management e gestão de vulnerabilidades, que protegem seus dados e informações com o melhor custo benefício do mercado.

Nossa plataforma HORACIUS foi pontuada por 4 anos consecutivos no Gartner e e ainda requer o mínimo esforço para sua instalação, assim como não exige altos custos de infraestrutura.

Entre em contato e conte conosco na defesa contra o ataque hacker a sua empresa!

Compartilhe:

3 Modelos essenciais sobre Gestão de Riscos e Segurança da Informação

3 Modelos essenciais sobre Gestão de Riscos e Segurança da Informação

Entenda como a Gestão de Riscos se relaciona com a Segurança da Informação e os modelos de soluções da E-TRUST

Antes de mais nada, você sabe o que é uma Gestão de Riscos?

Gestão de Riscos é a adoção de estratégias, métodos e políticas com o objetivo de identificar falhas e equilibrar riscos e custos com soluções eficientes.

Está relacionado com processos de planejamento, controle e segurança da informação.

Como se relaciona com a Segurança da Informação?

Por um bom tempo, a Gestão de Riscos compreendia exclusivamente os riscos financeiros das organizações. Mas com as novas tecnologias e a evolução do ambiente digital, passou a ter como foco também os riscos operacionais. 

Estes riscos estão interligados com a parte financeira, já que falhas ou violações em sistemas críticos podem comprometer grandes recursos.

Desta forma, a Segurança da Informação trabalha em conjunto para identificar e solucionar problemas de processos que comprometem uma empresa em todos os seus aspectos, como:

  • Alcance de resultados;
  • Definição de metas;
  • Proteção de recursos,
  • Tomada de decisões assertivas.

3 Modelos de Gestão de Riscos e Segurança da Informação da E-TRUST

Os serviços de gestão de riscos e vulnerabilidades da E-TRUST compreende a descoberta de vulnerabilidades em sistemas e processos importantes da sua empresa. Com isso, são identificadas as ameaças ao seu negócio e são implantadas proteções contra essas ameaças. Dessa forma, são reduzidos os riscos de integridade, disponibilidade e confidencialidade das informações e dados.

Por isso, a E-TRUST possui soluções para cada tamanho de empresa:

1. Pequenas empresas

Em empresas menores, o grande desafio é implantar as proteções sem estourar os recursos (orçamento) disponíveis.

Assim, a E-TRUST oferece serviços em nuvem e apoio de especialistas para que a própria equipe da empresa possa fazer a correção das vulnerabilidades encontradas.

No mínimo, a empresa deve se assegurar que os dados expostos para a internet estão com as proteções adequadas ao nível de risco da área de atuação da empresa.

2. Médias empresas

Médias organizações, tipicamente, enfrentam os mesmos riscos das grandes empresas, mas não contam com toda a infraestrutura e os recursos necessários para lidar com isso. Bem como, na maioria das vezes, não possuem auditorias.

Neste caso, a E-TRUST faz uma verdadeira consultoria de gestão de riscos, explica questões de ROI (retorno sobre o investido nas proteções) e oferece serviços de identificação, avaliação e tratamento de riscos, analisando as questões de risco de maneira proativa.

Os riscos tanto podem estar nos sistemas quanto nos processos executados pelas pessoas. Por exemplo, acessos de administradores em sistemas críticos de infraestrutura, às vezes, contam com menos proteções do que acessos de usuários. No entanto, podem ser usados para cometer fraudes de grande valor, pois permitem chegar a múltiplas contas de usuários.

3. Grandes empresas

As grandes empresas já sofrem auditorias e, tipicamente, possuem muitas proteções para garantir a segurança da informação e a governança.

Para grandes empresas a E-TRUST oferece pacotes de serviços sob medida para atender necessidades específicas e suprir demandas de pessoal especializado no curto e médio prazos. Nossos serviços atendem tanto empresas que possuem áreas de gestão de risco quanto as empresas que não as possuem.

Em grandes empresas, os riscos de segurança da informação devem ser avaliados com muito cuidado, pois um simples vírus de rede pode infectar centenas ou milhares de computadores de uma vez, causando um prejuízo financeiro grande. De forma similar, um ataque direcionado e persistente aos usuários de uma grande empresa pode capturar milhares de senhas de usuários e permitir ações de alto poder de destruição nos sistemas e dados da empresa.

Por isso, grandes empresas precisam contar com medidas de proteção avançadas que são escolhidas com base na avaliação dos riscos existentes.

Gestão de riscos e segurança com a E-TRUST

Ao final, lembramos que:

RISCO = PROBABILIDADE   X   IMPACTO

Assim, uma boa gestão de riscos de segurança da informação deve tentar eliminar, ou pelo menos reduzir, o risco atuando sobre um ou os dois fatores da fórmula.

A E-TRUST vai ajudar a sua empresa a eliminar as vulnerabilidades existentes e, quando isso acontece, a probabilidade cai a 0, fazendo com que o risco na equação acima seja 0.

Quando não é possível eliminar a vulnerabilidade, trabalhamos para reduzir o impacto. Dessa forma, mesmo que a ameaça se manifeste, o risco total será menor porque o impacto foi reduzido.

Na E-TRUST, o foco de nossos especialistas é ajudar você a reduzir o risco da sua empresa com medidas de proteção que tenham a melhor relação custo x benefício.

Para saber mais, entre em contato e conte conosco!

Compartilhe:

Gestão de Identidade na Nuvem: Quem é responsável?

Gestão de Identidade na Nuvem: Quem é responsável?

Gestão de Identidade na Nuvem gera maior segurança?

Grande parte das empresas são motivadas por redução de custos, mitigação de riscos e escalabilidade. E, para isso, contar com gestão de identidade na nuvem é um movimento estratégico.

Aliás, empresas e organizações dos mais variados segmentos e portes estão cada dependentes dos serviços e sistemas fornecidos em nuvem.

Mas a dúvida que fica para muitos é: provedores de nuvem oferecem uma infraestrutura incrivelmente segura?

A segurança por trás da gestão de informação e acesso em nuvem

Pode ficar tranquilo: os sistemas fornecem, sim, segurança para sua gestão de identidade na nuvem.

E não apenas isso, como também entregam uma infraestrutura muito mais segura do que a maioria das organizações seria capaz de construir e manter.

Então minha empresa está 100% segura com os dados em nuvem?

Nem por um momento acredite que seu negócio está totalmente seguro por estar na nuvem.

Contraditório com o que falei acima? Pode parecer, mas não é.

Segundo estudos do ISC2 (Information System Security Certification Consortium), quando uma empresa faz migração para nuvem as principais ameaças são:

Mas quem é responsável pelas invasões e acessos indevidos aos meus dados em nuvem?

Em ambos os casos acima, a mitigação mais eficiente e eficaz é a implantação de um processo de Gestão de Acessos e Identidades.

Você pode questionar: “Mas como isso pode acontecer se os provedores de nuvem oferecem uma estrutura segura?“.

Bem, vamos aos detalhes: ver quem é responsável por proteger a sua organização dos principais riscos (acesso não-autorizado e invasão).

Segundo o modelo de responsabilidade da Amazon e da Microsoft (Azure), você é o responsável. Isso mesmo: a organização e não o provedor deve responder pela proteção contra as maiores ameaças.

Mas e a AWS, não assume responsabilidades sobre esses riscos?

A infraestrutura básica é protegia e mantida pela AWS (Amazon Web Services). Porém, a responsabilidade pelo o que você faz de migração para nuvem recai sobre você.

A AWS assume “a parte inferior da pilha”. Afinal, a responsabilidade por implantar e manter um processo de Gestão de Identidade na Nuvem é do cliente (no caso, sua).

Como você administra os acessos à nuvem?

Veja abaixo o modelo Amazon. A parte em azul é a responsabilidade do cliente.

Ficam, então, as seguintes perguntas:

  • Como a sua empresa trata a Gestão de Identidade e Controle de Acesso?
  • Como são executadas as tarefas de concessão, revisão e revogação?

Se as respostas te remetem para atividades manuais, o risco é alto.

É hora de rever isso.

Ter um especialista em Gestão de Acessos em nuvem é arriscado!

Lembre-se de que o acesso a sistemas na nuvem não é feito apenas de dentro da sua empresa.

O modelo tradicional com tarefas executadas por um especialista/técnico, com poderes de administrador, já não atende. Já não garante total segurança.

Isso porque não há mais espaço para erros e atrasos.

A melhoria na competitividade e agilidade no atendimento aos clientes, bem como a segurança das informações críticas, exigem automatização.

Elas necessitam de automatização das tarefas de concessão e, principalmente, das de controle. Como revogação na demissão e alerta de acessos não-autorizados.

Como a Microsoft e Azure garantem a segurança da informação em nuvem?

Como estas gigantes tratam a segurança e protegem sua empresa dos maiores riscos de acessos indevidos?

A coluna mais à esquerda da imagem mostra as responsabilidades que as organizações devem considerar.

Por exemplo: Quem responde pela Gestão de Identidade e Gerenciamento de Acesso ao usar o Azure Active Directory Services?

Resposta: o cliente. Ou, em um melhor cenário, a responsabilidade será compartilhada.

Responsabilidade do cliente (você): Configuração de serviços – como autenticação, autorização e controles de acesso.

Responsabilidade do Microsoft Azure: manter sistema rodando – não garante que acessos são devidamente controlados e legítimos.

A Responsabilidade Compartilhada garante segurança?

Agora que você entende este modelo de Responsabilidade Compartilhada… Fica fácil compreender que os provedores de nuvem oferecem muitos benefícios e recursos de segurança e conformidade.

Porém, a maioria não responde pela Gestão de Identidade e Acessos.

ATENÇÃO: Como estas responsabilidades estão claramente documentadas, informando o papel de cada uma das partes, não há o que contestar com o provedor. Especialmente em casos de:

  • Acesso indevido;
  • Vazamento de informações;
  • Falhas na segregação de funções,
  • Usuários que deveriam ter seus direitos revogados; mas, por alguma razão, continuam com acesso aos sistemas.

Como ter total tranquilidade e segurança de dados em nuvem?

A boa notícia é que a E-TRUST fornece uma solução de Gestão de Identidade e Governça que acompanha o cliente para a transição à nuvem.

O sistema Horacius foi projetado para gerenciar os direitos de usuários no datacenter local ou na nuvem. 

Todos os acessos são registrados e controlados através de interface Web. A concessão, revisão e revogação de direitos é automatizada.

Os usuários são criados e os direitos, corretamente concedidos tanto nas aplicações corporativas, como Servidor de Arquivos e SAP, quanto na nuvem, como o Office365.

Entre os controles mais necessários estão: alertas em caso de usuários não-autorizados e revogação de acessos em caso de saída da empresa.

O sistema oferece um portal de serviços. Ali, o usuário tem uma experiência agradável para solicitar direitos, trocar senha, acompanhar suas solicitações, entre outras interações.

Não fique para trás diante da tendência de migração para nuvem

O movimento para a computação em nuvem é irreversível, em maior ou menor grau. As empresas fazem e farão uso deste recurso, que entrega agilidade e poder computacional.

Mas, como toda nova tecnologia… É preciso estar preparado e contar com o apoio de ferramentas adequadas e serviços prestados por profissionais altamente experientes e certificados, junto a um software automatizado.

Conheça um pouco mais de nossa solução e se prepare para enfrentar as mudanças – aproveitando benefícios e sem se expor a riscos desnecessários!

(Referências: Modelo de responsabilidade compartilhada da Amazon AWS; Modelo de responsabilidade compartilhada do Microsoft Azure)

Compartilhe:

Gestão de Processos e Gerenciamento de Identidade

Gestão de Processos e Gerenciamento de Identidade

Gestão de Processos está diretamente relacionado ao Gerenciamento de Identidade para sua empresa. Saiba como!

Você conhece bem o conceito de Gestão de Processos e o aplica em sua empresa?

Para entender melhor, vamos contextualizar, ok?

Foi-se o tempo em que, para uma empresa ter destaque no mercado, era preciso que ela desenvolvesse o melhor serviço ou produto.

Atualmente, uma questão importante tem feito a diferença para o ascensão de uma organização: a gestão de processos organizacionais.

O que é Gestão de Processos?

A gestão de processos é a administração de integração entre diversos setores e atividades na empresa. Mas com uma abordagem para identificar, monitorar, analisar e executar processos de negócio.

Está relacionado à Tecnologia da Informação. Afinal, tem como objetivo otimizar os resultados da empresa, melhorando seus processos com práticas sólidas, integrando equipes e sistemas.

Com isso é possível implementar uma estratégia organizacional, ganhar agilidade, flexibilizar processos, facilitar a gestão…

Mas calma lá…

Uma empresa segura e em crescimento não depende apenas de uma boa Gestão de Processos, como também de um Gerenciamento de Identidades.

Gestão de Processos + Gerenciamento de Identidades: Qual a relação?

Para implementar a Gestão de Processos em sua empresa é preciso ter uma boa estrutura de TI.

Por quê? As informações e dados de sua organização devem estar organizadas de maneira eficiente e fácil para serem acessadas.

Aí entra o Gerenciamento de Identidade! É basicamente um processo pelo qual se organiza e administra as relações entre pessoas e ativos de informação de uma organização.

É o Gerenciamento de Identidade e Acessos que protege suas informações! Pois sabe exatamente quem está usando de seus dados, quem está ativo em sua empresa e quais logins já não são mais usados.

Além disso, gerencia também a governança de acessos, permitindo apenas pessoas autorizadas em determinado sistema.

Tudo isso de maneira automatizada!

Deste modo você terá uma Gestão de Processos segura e otimizada, apenas com acessos permitidos e logins ativos.

E é possível então realizar processos com mais segurança e agilidade!

Sua Gestão de Processos com a E-TRUST

A E-TRUST é especialista em Gerenciamento de Identidade e entende como sua gestão precisa de segurança e otimização.

Por isso, criamos o HORACIUS. Uma plataforma inteligente capaz de gerenciar seus usuários e garantir a proteção de suas informações e dados.

Fale conosco para saber mais e implemente essa união de sucesso em sua empresa!

Compartilhe:

Gerenciamento de Projetos e Parceiros: Como controlar

Gerenciamento de Projetos e Parceiros: Como controlar

Gerenciamento de Projetos: Controlar a gestão é essencial para destacar sua empresa no mercado!

Não é à toa que cada vez mais empresas investem em Gerenciamento de Projetos e Parceiros.

Seja na qualificação de colaboradores com treinamentos, eventos ou workshops, até a elaboração de projetos em si… O Gerenciamento de Projetos possibilita o desenvolvimento da empresa em um mercado altamente competitivo.

Mas… O que é o Gerenciamento de Projetos e Parceiros?

Para entender melhor, Gerenciamento de Projeto é, basicamente, a aplicação de técnicas, estratégias e habilidades para elaboração e execução de um projeto dentro de sua empresa.

Pode ser, por exemplo, a implantação de um novo produto, o desenvolvimento de um software, uma nova meta a ser atingida, etc.

O Gerenciamento de Projetos segundo o PMI (Project Management Institute) pode ser definido também como um esforço temporário. Ou seja, a fim de criar um produto ou serviço, ou até mesmo obter um resultado único e exclusivo.

Para que o projeto seja realizado, algumas etapas são imprescindíveis:

  • Planejamento;
  • Execução;
  • Monitoramento e controle,
  • Finalização.

A importância de monitorar e controlar

Para garantir sua execução, as principais ferramentas de gerenciamento de projetos e parceria são: o monitoramento e o controle!

Afinal, é nesta etapa em que ocorre a validação dos avanços do projeto e a interação de equipes e parceiros com suas respectivas tarefas.

Muitas pessoas estarão envolvidas em seus projetos, tendo a possibilidade de ver dados, modificar informações e interferir em outras etapas de outros colaboradores.

Neste momento, como sua empresa controla acessos em sistemas e a segurança de informações com tantas pessoas envolvidas?

Como controlar?

Nesta etapa importantíssima de seu Gerenciamento de Projetos, é preciso:

  • Garantir que os acessos dos colaboradores do projeto estejam corretos quanto a sua hierarquiza;
  • Garantir que, ao finalizar a colaboração no projeto, o colaborador tenha seu acesso retirado;
  • Realizar solicitações de acesso ou retiradas com agilidade, sem comprometer tempo e demanda de trabalho;
  • Monitorar as contas de usuários para seus projetos;
  • Assegurar que as contas estejam sendo criadas para as pessoas certas,
  • Entre outros detalhes para governança de seu projeto.

Para realizar tudo isso, imagine quanto tempo de trabalho sua equipe de TI precisará investir, além de uma enorme demanda de solicitações.

Afinal, esses itens são essenciais para a segurança de seus dados e informações de qualquer projeto.

Calma, a solução para tudo isso está na Gestão de Identidade e Acesso!

O primeiro passo para ter total controle de seus Projetos e Parceiros é ter uma Gestão de Identidade e Acesso.

Ou seja, é preciso ter um processo automatizado para auditar as concessões de acesso de sua organização durante a realização de um projeto.

Com essa gestão, é possível controlar acessos, saber exatamente quem está em trabalhando neste projeto, garantir que cada colaborar tenha determinado acesso e revogar acessos quando quiser.

E o melhor: tudo isso por meio do mesmo local, com fluxos integrados a uma plataforma centralizada.

Com uma plataforma dessa também é possível reduzir falhas operacionais e melhorar performances.

Além de garantir a segurança de informações e dados de projetos e parceiros.

De maneira mais segura, eficaz e otimizada, ao encerrar um projeto ou um contrato, por exemplo, automaticamente é revogado os direitos de acessos.

Desta forma, seu Gerenciamento de Projetos e Parceiros será eficiente e seguro. Garantindo sua execução com monitoramento e controle de cada colaborador em suas ações!

Compartilhe: