Skip to main content

Biometria facial na Gestão de Identidades e Acessos

By 3 de agosto de 2020dezembro 8th, 2021Gestão de Identidade, Inovação

Biometria Facial

Já abordamos em diversos artigos aqui no blog, sobre os benefícios que uma solução de Gestão de Identidades e Acessos (GIA) traz para as organizações, entre eles estão: apoio à agilidade do negócio, proteção das informações e a conformidade com leis e regulamentações.

E como toda tecnologia, esse tipo de solução evolui com as inovações e vai se modernizando. Hoje falaremos sobre uma nova funcionalidade e praticidade para a GIA, a biometria facial.
Para falar mais sobre este assunto, conversamos com Danny Kabiljo, fundador e diretor comercial da FullFace Biometric Solution.

A biometria facial

A tecnologia de biometria facial veio para facilitar as grandes mudanças do mundo moderno, digitalizado e menos presencial. Essa tecnologia auxilia nos processos de identificação, onde é essencial ter soluções para identificar pessoas com mais agilidade, mais precisão e com flexibilidade.

Danny Kabiljo fala sobre a crescente desta tecnologia: “a tecnologia de biometria vem com bastante força. E dentro de todas as tecnologias de biometria, o reconhecimento facial é menos invasivo e não precisa de um equipamento específico, basta você ter uma câmera. Além de ser mais fácil de utilizar, interfere menos na rotina do indivíduo, não o obrigando a decorar senhas, códigos e identificações, ele simplesmente olhando para uma câmera consegue ser identificado de maneira positiva”.

Kabiljo fala sobre a tecnologia desenvolvida por sua empresa, “hoje a Fullface desenvolveu uma tecnologia proprietária de biometria facial, que atua com qualquer dispositivo. Então pode estar em uma webcam, câmera de alta resolução ou um smartphone, que você conseguirá acessar aos aplicativos, sites, portais, softwares e todas as soluções web, isso de forma 100% integrada”.

Outro ponto importante citado por Kabiljo é a facilidade e a segurança desse tipo de biometria, “essa tecnologia não necessita de armazenamento de nenhuma imagem, porque são colocados na face mais de 1024 pontos, a partir de onde criamos um número identificador e as imagens são descartadas. Depois trabalhamos sempre com esse número, sem precisar da imagem, isso nos faz ganhar agilidade no processo, ocupa menos espaço de memória e, o mais importante, a solução é compliance com a lei de proteção de dados (LGPD). Porque se alguém interceptar a base de dados ou uma transação, não terá acesso à foto de nenhum colaborador, verá apenas um número e 16.000 dígitos que impossibilita a engenharia reversa. Com isso, garantimos a segurança e a privacidade das informações”.

Pensando em reconhecimento facial, nessa mudança do físico para o digital, alguns números chamam a atenção, um estudo mostrou que mais de 290 bilhões de euros foram perdidos com processos de roubos de identidades* e que o Brasil tem o maior índice de fraudes de identidade da América Latina, com prejuízos de R$ 60 bilhões em 2018 oriundos deste tipo de crime.** E, outro dado interessante, esta relacionado a um estudo que aponta que as transações de pagamentos móveis utilizando algum tipo de autenticação biométrica deverão movimentar cerca de US$ 2,5 trilhões até 2024.***

Esses números mostram a importância de ter uma solução de gestão de identidades com um processo de autenticação cada vez mais seguro. E há uma tendência mundial em começar a utilizar soluções mais seguras e que armazenem menos dados no processo de autenticação.

A biometria facial na Gestão de Identidades e Acessos

Além de todas as funcionalidades de autenticação para a troca e desbloqueio de senhas já disponíveis em nossa solução IAM HORACIUS, como por exemplo, envio de SMS, token no WhatsApp, Perguntas e Respostas e Google Authenticator, a E-TRUST sai na frente mais uma vez e, a partir de agora, o usuário também conseguirá trocar ou desbloquear sua senha utilizando a tecnologia de reconhecimento facial através do portal de autosserviço do IAM HORACIUS, o que é com certeza uma grande inovação para o mercado de Segurança da Informação.

O objetivo é disponibilizar mais uma funcionalidade 100% segura e prática, eliminando todos os atritos no caminho do usuário final para trocar ou desbloquear a sua senha. Até hoje, se você estava na frente do computador e esquecesse sua senha de rede, era necessário, via portal de Autosserviço do HORACIUS, por exemplo, responder algumas perguntas cadastradas previamente ou receber um token no celular. Já com o reconhecimento facial, basta clicar em trocar ou desbloquear minha senha no Portal de Autosserviço que a câmera do computador será ativada, reconhecerá a face do usuário e o direcionará para a interface onde cadastrará uma nova senha.

Esta funcionalidade também suportará as atividades de solicitação, revisão e revogação de acessos, agilizando ainda mais os processos de negócio e diminuindo os custos operacionais da área de Service Desk.
Gostou desta inovação? Mais uma vez a E-TRUST sai na frente e traz uma nova funcionalidade para o mercado de IAM.
Continue acompanhando nossos conteúdos e fique por dentro sobre Segurança da Informação, Gestão de Identidades e Acessos, LGPD e muito mais. Inscreva-se na nossa Newsletter.

Fontes:
Europol (Serviço Europeu de Polícia)
Fecomércio
Juniper Research

Você também pode se interessar por: