Skip to main content

Autenticação sem senha: Uma inovação para a internet segura

By 20 de fevereiro de 2024fevereiro 23rd, 2024Gestão de Identidade, Inovação

autenticação sem senha

Senhas são um dos elementos mais comuns e antigos da segurança digital. No entanto, elas também são uma das maiores fontes de vulnerabilidades, inconveniências e custos para os usuários e as organizações. 

Uma solução que vem se destacando nesse cenário é a autenticação sem senha, o passwordless, que dispensa o uso de senhas e utiliza outros métodos de verificação de identidade. Essa forma de autenticação oferece mais segurança, praticidade e eficiência, além de melhorar a experiência dos usuários.

Neste artigo, falaremos sobre essa nova tendência de autenticação que vem sendo cada vez mais utilizada. Boa leitura!

A necessidade de segurança na internet

Segundo dados do Fraudômetro do Serasa Experian, o Brasil registrou mais de 7 milhões de tentativas de fraudes no ano passado. Os principais tipos foram fraude de identidade, fraude financeira e vazamento de dados.

Esses crimes virtuais colocam em risco a segurança e a privacidade dos dados e das operações das empresas. Elas podem sofrer prejuízos financeiros, danos à reputação e perda de confiança dos clientes.

Além disso, as organizações podem ser responsabilizadas legalmente pelo vazamento ou roubo de dados pessoais, conforme prevê a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Grande parte dos ataques acontecem porque na maioria das vezes, os usuários utilizam senhas fracas, que são fáceis de adivinhar ou usam a mesma para diferentes plataformas.

O uso de senhas tradicionais apresenta alguns problemas e limitações, como:

  • Dificuldade de memorização: os usuários tendem a esquecer ou anotar as senhas, o que compromete a segurança;
  • Falta de padronização: cada serviço ou aplicativo tem requisitos diferentes para a criação de senhas, o que dificulta a escolha e a gestão das mesmas;
  • Vulnerabilidade a ataques: as senhas podem ser roubadas, adivinhadas, interceptadas ou quebradas por métodos de força bruta ou engenharia social.

Diante dessas questões, surge a necessidade de buscar alternativas mais seguras, práticas e eficientes para a autenticação dos usuários. Uma dessas alternativas é a autenticação sem senha, o passwordless. O método elimina o uso de senhas tradicionais como forma de acesso aos serviços e aplicativos online.

Entendendo a autenticação sem senha

Imagine que você está prestes a acessar um serviço ou aplicativo que você usa com frequência. Você clica no botão de login e, em vez de digitar uma senha, você simplesmente olha para a câmera do seu dispositivo ou toca no leitor de impressão digital. Em questão de segundos, você está dentro.

Isso é o passwordless em ação, uma metodologia que vem ganhando cada vez mais popularidade nos últimos anos, impulsionado por fatores, como o aumento da demanda por segurança, a melhoria da experiência do usuário e o avanço da tecnologia.

Estamos falando de um tipo de autenticação que não requer que os usuários insiram uma combinação de letras, números e símbolos para realizar um login. Em vez disso, ele utiliza outros métodos de verificação, como reconhecimento facial, biométrico ou de voz, código de verificação, chave de segurança ou autenticação multifator.

Esses métodos são mais seguros, pois são baseados em algo que o usuário é, tem ou sabe, e não em algo que pode ser facilmente roubado, esquecido ou compartilhado.

Isso dificulta ou impede os ataques de hackers, que se aproveitam das senhas fracas ou roubadas para invadir as contas e os sistemas. Além disso, oferece mais praticidade e eficiência, pois agiliza o processo de login, reduz o tempo de acesso e diminui os custos de gestão de senhas.

Desafios e oportunidades para as empresas

A autenticação sem senha é uma inovação que traz muitos benefícios para a segurança, a praticidade e a eficiência da internet. No entanto, ele também apresenta alguns desafios e oportunidades para as empresas que desejam adotar essa solução.

Um dos desafios é o de promover uma mudança de cultura e de comportamento dos usuários. Eles precisam se adaptar a novas formas de autenticação e confiar na tecnologia. Isso envolve educar e conscientizar os usuários sobre os riscos das senhas tradicionais e as vantagens do passwordless, além de oferecer suporte e orientação para o uso dos novos métodos de verificação.

Outro que podemos citar é o de garantir uma infraestrutura adequada e uma integração com os sistemas existentes, que podem demandar tempo e investimento. Isso implica escolher a melhor solução para cada caso, considerando os requisitos de segurança, de usabilidade e de compatibilidade. É preciso garantir que os dados dos usuários sejam protegidos e armazenados de forma segura, respeitando as normas e as leis vigentes.

Apesar desses desafios, o passwordless também abre novas possibilidades de negócios para as empresas, que podem se diferenciar da concorrência e aumentar a satisfação e a fidelização dos clientes. Ao oferecer uma experiência de login mais rápida, fácil e segura, as empresas podem reduzir as taxas de abandono, de redefinição de senha e de suporte técnico, além de melhorar a reputação e a confiança dos usuários. 

Podem ainda aproveitar os dados gerados pelo passwordless para obter insights sobre o comportamento e as preferências dos usuários, e assim oferecer serviços e produtos mais personalizados e relevantes.

Por fim, não podemos negar que o passwordless é uma tendência que veio para ficar e que representa uma evolução para a internet segura. Ao eliminar o uso de senhas tradicionais, o passwordless utiliza métodos de autenticação mais modernos e confiáveis, que melhoram a experiência dos clientes, reduzem os riscos de ataques e otimizam os processos e os recursos.

 

Leia também: